Claudio de Lima

"Passo e fico, como o Universo" O Guardador de Rebanhos - Fernando Pessoa

Textos


Lady Jane

Ninguém a viu chegar
Estava ali parada
Sentada ao pé do cais
Nada mais havia em seu olhar
Além do mar
Além das aves do lugar

Pela janela
Fiquei um longo tempo
A observá-la, bela
Ali, imóvel
Com seus cabelos dourados
Ao sabor do vento
Indiferente aos ruídos dos barcos ancorados
Aos gritos vindos do mercado
Perdida, sem rosto
Entre os retratos de seu passado

A quem esperava?
À distancia
Poderia sentir sua dor
Seu apelo silencioso
Por mudar seu destino

Se alguém perguntou seu nome
Nada ouviu dela
Por horas ali, trancada em si mesma
Mergulhada num sentimento profundo
De ser aquela
Sua última parada

Decidi descer para vê-la de perto,
Corri escada abaixo
Ganhei a rua, a esquina
O cais e acho que a perdi
Corri meu olhar pelo porto
Numa busca inútil e vazia

Fazia frio, voltei para a janela
A tarde caia de mansinho
E a vida seguia seu curso
e seu destino
Claudio Lima
Enviado por Claudio Lima em 26/10/2013
Alterado em 02/11/2015
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras