Claudio de Lima

"Passo e fico, como o Universo" O Guardador de Rebanhos - Fernando Pessoa

Textos


Antes que o poema aconteça

Difícil é saber ao certo
onde nasce o poema
Se perto
ou longe
sempre um dilema

É como sair em viagem
para uma cidade desconhecida
Não sabendo o momento
e o local da partida

Repentinamente nos vemos nela
respirando sua atmosfera
sua vida

Todo início guarda em si
um fascínio extraordinário
Como um caminho que vai surgindo
sem horário
lento
De fora para dentro ou
será de dentro para fora?

Por hora
Apenas sou
Um contador de passos
Um anotador de palavras
Um apontador de estrelas


E pelas noites em cada esquina
vou construindo meu roteiro
Sem preocupar-me
com o rumo
o ritmo
e a rima
Como num país estrangeiro
tudo vejo, sinto e cheiro
e passo adiante

Como um viajante
sou passageiro da minha poesia
Como um pássaro errante
que tem seu coração como guia

 
Claudio Lima
Enviado por Claudio Lima em 17/05/2018
Alterado em 17/05/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras