Claudio de Lima

"Passo e fico, como o Universo" O Guardador de Rebanhos - Fernando Pessoa

Textos


Páginas da vida

Estes são dias paradoxais
Marcados por vozes vazias
e gestos ausentes de nobres ideais

Dias marcados por paginas
manchadas pelo sangue dos inocentes
Por lagrimas de quem igualmente sente
a dor de ficar ou partir
e talvez pense em preferir a loucura
a viver a sombra do crime

Portanto não subestime
quem chega ao limite da desesperança
por pensar que já perdeu quase tudo
Mais que um desafio
é a vida por um fio

Dias marcados por sombrios sinais
Que não estão nos jornais
Que não estão nos postais
Que não estão nas catedrais

Mas estão nos olhares
por todos os lugares
desse meu país
Aqui e agora
bem debaixo do meu nariz

E acho que não seja o fim
Acho sim
Que o caminho ficou estreito
e que esse pedaço
exige nervos de aço
e um jeito
de enfrentar o medo e o horror
com equilíbrio interior
curando ferida por ferida
cabeça erguida
enquanto esperamos
sem mágica
pela próxima página
do grande livro da vida

E ainda
que a possamos tecer
ela é como o dia
que se mostra surpreendente
a cada novo amanhecer
 
Claudio Lima
Enviado por Claudio Lima em 15/11/2018
Alterado em 15/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras